RECENTES

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 25 de abril de 2017

Globo assume guerra contra Lula e Dilma. E-mail de seu jornalismo em Brasília é 'jornalismo-saladeguerra-bsb@tvglobo.com.br'



Vi esta informação no Tijolaço. A Rede Globo deixa cair a máscara e assume que está em guerra mesmo e o centro de operações em Brasília tem como endereço de e-mail "jornalismo-saladeguerra-bsb@tvglobo.com.br".

Resultado dessa guerra é a desproporcional presença dos dois ex-presidentes em notícias negativas no Jornal Nacional, conforme demonstra levantamento do site Poder360 reproduzido na imagem acima.

Isso vem confirmar denúncia feita pelo Blog da Cidadania em fevereiro de que havia uma determinação interna de uma diretora da Globonews para focar as delações da Odebrecht em Lula e Dilma, que foi desmentida pela diretora, mas agora é comprovada pelos fatos.

Apoie o Blog do Mello e a mídia alternativa. Saiba como


Dirceu pode conseguir hoje benefício que goleiro Bruno já tem, de aguardar em liberdade julgamento na segunda instância



O ex-deputado José Dirceu, que se encontra preso em Curitiba, embora ainda não tenha sido julgado em segunda instância - conforme determina a Constituição - pode ser posto em liberdade ainda hoje, caso uma turma de cinco membros do STF assim o decida. O benefício é o mesmo concedido ao goleiro Bruno, que foi condenado por matar, esquartejar e sumir com o corpo de sua esposa Eliza Samudio, e aguarda em liberdade recurso de sua defesa.

Há uma grande expectativa na comunidade jurídica em torno do julgamento: caso os magistrados determinem que Dirceu seja posto em liberdade, será uma sinalização de que o STF estaria disposto a rever as "alongadas prisões que se determinam em Curitiba", termo já usado por um dos ministros da turma, Gilmar Mendes. Caso Dirceu permaneça detido, o resultado será visto como um endosso da Corte às detenções determinadas pelo juiz Sergio Moro. 
O argumento para que Dirceu seja solto é o de que, embora condenado por duas vezes pelo juiz Sergio Moro, o caso dele ainda não foi julgado em segunda instância. E a lei determina que o acusado responda em liberdade até que isso ocorra.[Fonte: Folha]



Apoie o Blog do Mello. Saiba como


segunda-feira, 24 de abril de 2017

Em 1982, acusavam Lula de ter mansão no Guarujá. Agora é um triplex. Tá caindo o padrão...



Em 1982, Lula concorreu pelo PT ao governo de São Paulo. Era a primeira vez que Lula disputava um cargo majoritário (ficou em quarto lugar, com pouco menos de 10% dos votos. Venceu Franco Montoro, tendo Quércia (sic) como vice).

Essa foi a primeira vez em que o acusaram de ser proprietário de um imóvel no Guarujá. Daquela vez, uma mansão onde Lula "passava as férias". Era o que dizia um panfleto anônimo distribuído pelo estado.

O PT denunciou o panfleto e acusou o PMDB de ser responsável por ele.

Na época, Lula chegou a ironizar a posse da tal casa:

"Se soubessem que eu tinha uma casa no Guarujá deviam publicar também seu endereço, e não só a foto, assim eu já ocupava a casa, porque é o sonho de todo trabalhador ter uma casa para morar ou descansar."

Agora a acusação é de que Lula é proprietário de um triplex, que não está no nome dele nem de ninguém de sua família, mas no da empresa OAS, que inclusive dá o imóvel como garantia em várias transações financeiras.

O objetivo agora é o mesmo de 1982, prejudicar a candidatura de Lula, naquela vez para o governo de São Paulo, desta para a presidência da República, quando pode ser eleito pela terceira vez (é o que apontam todas as pesquisas), completando assim um triplex de candidaturas vitoriosas à presidência: 2002, 2006 e 2018.

A mansão de 1982 e o triplex de hoje são farinha do mesmo saco - de cimento.

Apoie o Blog do Mello. Saiba como


Rafael Braga: negro, pobre, preso com Pinho Sol, 0,6g de maconha, 9,3g de cocaína e um rojão é condenado a 11 anos de prisão



Nas manifestações de junho de 2013, ele foi o único a ser preso e condenado. Crime: portava com uma embalagem do desinfetante Pinho Sol.

Em 2016, com tornozeleira eletrônica, foi preso com 0,6g de maconha, 9,3g de cocaína e um rojão. Por conta disso, foi condenado na última quinta-feira pelo juiz Ricardo Coronha Pinheiro por crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico, com pena de 11 anos e três meses de reclusão e pagamento de R$ 1.687.

...Enquanto isso, um helicóptero com 450 quilos de cocaína não deu em nada pra ninguém...

Por conta da condenação, movimentos realizam vigília em solidariedade a Braga na próxima segunda-feira (24/4), a partir das 18h, no Vão Livre do MASP, em São Paulo. Ato é chamado pelo Movimento Mães de Maio e diversas articulações que se mobilizam desde 2013 pela liberdade de Braga tanto em São Paulo quanto no Rio de Janeiro.
Para Débora Maria da Silva, do Mães de Maio, a decisão mostra a seletividade do Judiciário que criminaliza a pobreza e encarcera em massa jovens negros. "Há provas de que esse crime foi forjado. A vigília é uma resposta dos movimentos contra um sistema de justiça classista e racista que precisa de uma reforma urgente. O que está acontecendo com Rafael é inaceitável", afirma.
Braga estava em regime aberto usando tornozeleira eletrônica, após ter sido acusado de porte de aparato incendiário ou explosivo ao levar dois frascos plásticos fechados de produtos de limpeza, quando foi detido em janeiro de 2016.
De acordo com policiais que o prenderam, ele portava 0,6 g de maconha, 9,3 g de cocaína e um rojão. Em seu depoimento na 22ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro, Braga alegou que o material não lhe pertencia e que foi ameaçado pelos agentes para delatar traficantes da região onde foi abordado.
Durante o julgamento, foram ouvidas cinco testemunhas de acusação e uma de defesa, cujo depoimento não foi levado em conta pelo juiz. Evelyn Barbara, vizinha de Braga, disse ter visto o jovem ser abordado sozinho e sem objetos na mão, sendo em seguida agredido e arrastado até um ponto distante de sua visão. O magistrado negou ainda, em fevereiro, pedido de diligências da defesa.
"A sentença se funda na mais frequente e desgastada prática inquisitorial no Brasil: condenação exclusivamente fundada na palavra do agente policial", aponta em sua página no Facebook o professor de Direito Processual Penal da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro Antonio Pedro Melchior. "A prática de tratar os agentes envolvidos na prisão como testemunhas do fato é errada sob todos os aspectos em que se analise", avalia.
Mais informações sobre a vigília aqui. [Fonte: Brasil de Fato]

Apoie o Blog do Mello. Saiba como


domingo, 23 de abril de 2017

Singela questão sobre o triplex no Guarujá que dizem ser do Lula




Se alguém chegar com uma mala cheia de dinheiro para comprar o tal triplex no Guarujá, que dizem pertencer ao ex-presidente Lula, a OAS vende?

Para tentar uma resposta a essa pergunta é importante destacar algumas informações:

  • o presidente Lula nega ser proprietário do triplex
  • o triplex está registrado em nome da OAS, que inclusive o utiliza como garantia em várias transações comerciais e financeiras, conforme declaração de seu presidente Leo Pinheiro em juízo
  • o triplex que dizem ser do Lula é um elefante branco e está encalhado há anos
  • a OAS está precisando desesperadamente de dinheiro, tanto que está em processo de recuperação judicial

E então? A empresa vende ou não vende?

Apoie o Blog do Mello. Saiba como


ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Contando com seu apoio, vou oferecer um livro meu grátis, A Fome e o Medo, a todos os que assinarem o Blog do Mello.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7

Para receber o livro, basta enviar um e-mail dizendo que fez a doação ou a assinatura. Não precisa enviar comprovante. Sua palavra basta.
Antecipadamente, agradeço.